Parceiros LOC1

Gestão de manutenção: como a tecnologia pode ajudar

Confira como usar ferramentas tecnológicas para fazer gestão de manutenção com previsibilidade e inteligência.


A gestão de manutenção é um componente importante de uma operação  que funcione bem. Ela ajuda as empresas a manter seus recursos enquanto controla o tempo e os custos para garantir a máxima eficiência dos processos e dos ativos. 

Além disso, é uma ferramenta estratégica para garantir uma qualidade confiável e satisfatória da produção, bem como para a segurança para os funcionários e o suprimento das necessidades dos clientes.

Pensando nisso, trazemos, neste artigo, uma reflexão sobre como é possível tornar a gestão de manutenção mais estratégica na sua empresa com auxílio da tecnologia. 

Continue lendo para entender!

O que é gestão de manutenção?

A palavra manutenção nem sempre significa reparar. O que realmente significa manutenção é acompanhar os processos regulares ou metodológicos para manter os equipamentos atualizados e em condições de funcionamento. Não significa apenas consertar um equipamento quando ele está quebrado.

A prioridade de esforço e tempo deve ser a manutenção e não o reparo. Daí que a gestão de manutenção é diferente do gerenciamento: ela é mais coordenada e sistematizada; é um exercício estratégico contínuo. 

Isso é bem mais do que manter os ativos alinhados e rotulados,com superfícies de desgaste examinadas e substituídas… Significa ter ciclos estratégicos de manutenções preventivas e preditivas.

Para que serve a gestão de manutenção?

O principal objetivo da gestão de manutenção de ativos (máquinas, equipamentos, veículos etc.) é manter a funcionalidade e minimizar avarias. Em seguida, vem a intenção de aumentar o ciclo de vida, minimizando custos e potencializando resultados.

Para equipamentos mecânicos, a gestão de manutenção envolverá reparo, substituição e fornecimento de ferramentas. Também garante o bom funcionamento e intercepta as oscilações que ocorrem na duração do processo de produção.

Isso considerando que qualquer tipo de mudança, mesmo um pequeno tempo de inatividade, pode reduzir a eficiência geral dos ativos, o que levaria a grandes perdas em médio e longo prazo.

Portanto, é importante para as organizações hoje obter e implementar uma boa estratégia de gestão de manutenção. Sem isso, pode ser possível enfrentar algumas consequências ruins:

  • perda de produção;
  • reprogramação de projetos inteiros;
  • desperdício de recursos que ainda não foram usados;
  • aumento da jornada de trabalho por causa do tempo de inatividade;
  • descarte de ativos antes do fim de sua vida útil.

Como usar a tecnologia na gestão de manutenção?

Cada vez mais, a tecnologia tem sido uma excelente aliada das empresas quando se trata da gestão de manutenção. Isso porque ela fornece digitalização de ponta a ponta, incrementando a inteligência e elevando a competitividade por meio da análise estratégica de dados.

Um bom exemplo é a aplicação da LOC1, que permite integração ao SAP Business One. Com ela, tudo o que está relacionado a essa estratégia é incorporado ao ERP da SAP. O que ajuda a acabar com controles paralelos e, ao mesmo tempo, eleva a inteligência de dados.

Com a solução de gestão de manutenção, é possível ter tudo registrado em tempo real e gerar relatórios completos para decisões estratégicas. Além de acabar com erros e retrabalhos, aumentar a produtividade e pavimentar o caminho para a inovação!

Nos vídeos a seguir, conheça detalhes de algumas funcionalidades:

Crie planos e cronogramas de manutenção

 

Controle todos os chamados de serviços de manutenção em um só ambiente digital

 

Você é empresário ou vendedor de soluções SAP e está buscando uma aplicação para gestão de manutenção para integrar ao SAP Business One? Faça contato agora mesmo e conheça o WorkFlow!

Posts similares

Receba notificações de nossos conteúdos diretamente em seu e-mail.

Assine nossa newsletter!